Notícia
  • Saiba como evitar cair na ''Black Fraude'' Terça-feira, 06/11/2018 às 12:39:00

    O Procon Goiás orienta os consumidores a pesquisar os preços dos produtos desejados antes da próxima edição da Black Friday, que será no dia 23 de novembro. O objetivo do Procon Goiás é evitar que o consumidor seja prejudicado durante as compras, principalmente online.
    A estimativa é que, neste ano, a Black Friday movimente R$ 2,8 bilhões no comércio eletrônico do Brasil. Os dados são da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. No total, a expectativa é que as lojas virtuais brasileiras recebam mais de 8,8 milhões de pedidos, com tíquete médio de R$ 326. As categorias mais buscadas devem ser Informática, Celulares, Eletrônicos, Moda e Acessórios e Casa e Decoração.

    Compras virtuais
    Quando o consumidor for adquirir os produtos em lojas virtuais, alguns cuidados são essenciais. Deve-se verificar em sites de reclamações se a empresa na qual se deseja realizar a compra já realizou vendas para consumidores anteriormente e se os consumidores ficaram satisfeitos com a compra. 
    Deve-se evitar as compras em sites desconhecidos, tendo em vista que, em edições anteriores da Black Friday, foram constatados sites criados poucos dias antes do evento, com o objetivo de enganar o consumidor. “Algo que não pode ser deixado de lado é a necessidade do consumir de imprimir e salvar todos os documentos que demostrem a compra e a confirmação do pedido, como comprovante de pagamento, contrato ou anuncio publicitário do site, além de e-mails que por ventura o consumir tenha trocado com o site”.


    Fiscalização

    Desde o mês de outubro o Procon Goiás está coletando os preços dos principais produtos comercializados na Black Friday. “Esses preços serão comparados com os preços dos mesmos produtos na promoção para verificar a existência ou não de publicidade enganosa”.

    Fonte: Mais Goiás